Abra seu próprio negócio em casa

Voltar
Abra seu próprio negócio em casa

Fazer seu próprio horário, ser seu próprio chefe… Quem é que não sonha em ter o próprio negócio um dia, não é? E esse “um dia” está chegando cada vez mais rápido para os brasileiros: com a economia aquecida, muitos estão virando empreendedores, principalmente as mulheres. De acordo com o Sebrae, dos mais de 21 milhões de empreendedores no Brasil, 49% são mulheres!

Veja a seguir as dicas preciosas que o Sebrae dá para quem quer começar seu próprio negócio e ter sucesso em seu pequeno empreendimento:

Que tipo de negócio abrir?

Como já mostramos aqui no blog, é possível transformar um hobby em renda extra e assim, incrementar o orçamento doméstico. Entre as ideias de negócio que são fáceis de começar em casa, figuram o artesanato com papel, bijuterias, fabricação de doces e salgados caseiros, venda de marmitex, fabricação de biscoitos e até merenda escolar. Você pode copiar as ideias de passo a passo que postamos sempre aqui no blog, e também usar nosso caderno de receitas!

As vantagens de começar um negócio em casa é ficar pertinho da família, ficar menos estressado, pegar menos trânsito, poder economizar nas refeições, programar um cardápio mais saudável almoçando em casa, e claro, definir seu próprio horário de trabalho. Mas nem tudo são rosas: é preciso ser bem organizado para separar seu “escritório doméstico” das atividades em família, além de precisar se policiar para não exagerar e acabar trabalhando demais. A mudança da rotina de ter que se deslocar da casa para o trabalho, do contato com os colegas de escritório, almoços, também é algo a considerar e aprender a lidar.

Assim, o que os consultores do Sebrae recomendam, é concentrar as atividades da empresa em um único lugar da casa, como um quarto, garagem ou edícula, equipando o local com toda a estrutura necessária, como se fosse um ponto comercial. Fazendo isso, você consegue garantir mais privacidade para o seu negócio, e deixar as coisas mais profissionais – nada pior do que estar atendendo um cliente ao telefone com barulho de crianças gritando ao fundo!

Conheça seu ramo de atuação

Agora que você já definiu sua atividade principal, é hora de se informar sobre o seu ramo de atuação. O conhecimento é fundamental para que o seu empreendimento seja um sucesso. Se você manda bem nos trabalhos artesanais e quer transformar o passatempo em segundo ofício, um jeito bacana de começar é se formalizando, virando um Microempreendedor Individual. Desta forma, você pode emitir nota fiscal aos seus clientes, conseguir linhas de crédito em bancos e até atender demandas de outras empresas.

É importante ficar atento às finanças: use o mesmo princípio de organização e planejamento da economia doméstica para controlar seus lucros e despesas. Há muitos programas gratuitos na internet que ajudam pequenos empreendedores a deixar as contas em dia, e você também pode sempre fazer uma planilha de gastos, inserindo os itens que sejam mais importantes para a sua atividade profissional.

Invista em capacitação

Você já registrou a empresa, já organizou o local de trabalho, tem um capital inicial para começar. Agora, é a hora de fazer o negócio dar certo – e uma das coisas que ajuda bastante nesse processo é a capacitação profissional. Invista em cursos profissionalizantes que dêem competitividade ao seu negócio e que te ajudem a fazer contatos também.

No próprio Sebrae há diversos cursos e treinamentos gratuitos para pequenos empreendedores, que podem te ajudar bastante no início. Lá na nossa página no Facebook também estamos sempre atualizando uma agenda de cursos, em todas as cidades do Brasil, que podem te ajudar!

E aí, gostou das dicas? Estamos torcendo para que seu negócio seja um sucesso!

——————————————————————————————————

Economia Doméstica é o tema que trazemos para você todas as quartas-feiras, com dicas de aproveitamento de alimentos, de como economizar nas despesas domésticas e fazer seu dinheiro render mais no fim do mês.

Leia mais: