Pragas de jardim: combata sem agrotóxicos

Cuide do jardim sem agrotóxicos

 

Ter um jardim bonito em casa não demanda muito espaço e nem muito trabalho, e mesmo morando em apartamento dá para ter um jardinzinho de temperos e plantas ornamentais. Além de escolher o tipo de planta mais adequada para as condições de luz e sombra da sua casa, é preciso regá-las de acordo com sua necessidade, adubá-las e controlar as famigeradas pragas de jardim – bichinhos que atacam as plantas e podem até transmitir doenças para a sua família.

Entre as pragas mais comuns estão os ácaros, moscas brancas, pulgões, cochonilhas, lagartas e formigas, e é justo na primavera e no verão que eles atacam mais, por conta da temperatura alta propiciar sua reprodução, e também pelas plantas ficarem mais vulneráveis. Uma boa maneira de combatê-los é lançando mão de inseticidas e pesticidas naturais, feitos em casa com ingredientes simples, como cravo-da-índia, pó de café, pimenta-do-reino e alho, facilmente encontrados em qualquer despensa.

Veja a seguir o que fazer para se livrar das pragas de jardim sem precisar usar agrotóxicos caros e nocivos à saúde:

1. Não deixe suas plantas debilitadas

Geralmente os insetos e pragas atacam as plantas quando elas estão enfraquecidas, seja pelo excesso de calor ou de umidade, pela falta de nutrientes no solo ou pouca ventilação. Assim, para espantar as pragas, o primeiro passo é cuidar direitinho das suas plantas, para que elas possam se defender naturalmente de ataques externos.

2. Insetos e plantas benéficas

Com o uso de agrotóxicos e outros venenos, muitos insetos que fazem o controle das pragas acabam morrendo também. Um exemplo são as joaninhas, que se alimentam dos pulgões. Há também algumas plantas que ajudam a espantar as pragas das plantas vizinhas, como hortelã, alecrim, alho, arruda, calêndula, camomila, capuchinha, cravo, confrei, gerânio, girassol, malva, menta, sálvia, salsa, trevo e tomilho. Plantar cebolas também ajuda a controlar pragas em roseiras. Outra alternativa é deixar comedouros para pássaros no jardim. Os passarinhos, além de alegrar o ambiente, também caçam os bichinhos indesejados.

3. Pulgões

Eles podem ser cinzas, pretos, marrons, verdes – e sua principal tarefa é debilitar a planta sugando sua seiva. Eles podem ser retirados manualmente com a ajuda de um chumaço de algodão embebido em álcool. Calda de fumo também é uma boa opção para combater esta praga.

4. Moscas brancas

Apesar do nome, esses insetos não são moscas, e se alimentam da seiva da planta. É uma das pragas de jardim mais difíceis de se livrar. Plantas benéficas como hortelã e arruda geralmente dão conta de espantar esses insetos. Outra alternativa é pulverizar chá de hortelã na planta atacada.

5. Ácaros

Não é apenas na poeira dos móveis que vivem os ácaros – eles também atacam plantas, deixando-as com um aspecto enferrujado. Como não gostam de umidade, procure borrifar água na planta regularmente. Para casos mais severos, faça uma calda usando 10 cm de fumo de rolo e 50 g de sabão de coco. Deixe de molho em 1 litro de água por 24 horas; depois coe a mistura e borrife nas plantas.

6. Cochonilhas

Esses bichinhos minúsculos e branquinhos sugam a seiva da planta e também acabam atraindo formigas. Para dar um fim nelas você pode borrifar calda de fumo na planta, ou então, usar uma emulsão de óleo. Para fazê-lo, junte 2 litros de água, 1 quilo de sabão de coco picado e 8 litros de óleo mineral. Leve tudo ao fogo até virar uma pasta. Antes de aplicar na planta, dilua 50 g da pasta em 3 litros de água.

7. Lagartas

Tanto as lagartas quanto taturanas comem folhas e brotos das plantas, debilitando-as. O melhor é retirá-las uma a uma, usando uma luva. Se a infestação for muito grande, faça uma calda com angico, usando 100 g de folhas e vagens da planta, deixando de molho em 1 litro de água por uma semana. Depois dilua uma parte da calda para 10 partes de água, coloque em um borrifador e pulverize nas plantas que foram atacadas.

8. Formigas

As espécies cortadeiras são as que mais prejudicam as plantas, pois cortam suas folhas para levar à sua toca, onde alimentam os fungos que lhe servem de comida. Para espantá-las, salpique sementes de gergelim na terra. Se jogado diretamente no formigueiro, o gergelim também acaba com os fungos.

O que achou dessa publicação?

  • Não curti

  • Mais ou menos

  • Boa

  • Muito boa!

  • Excelente!

Comentários