Garanta já a sua cervejeira na pré-venda exclusiva

Alergias a animais de estimação: como descobrir e evitar?

Animais de estimação e alergias: como cuidar?

Você quer ter um bichinho em casa, mas morre de medo de ter alergia? É hora de acabar com a preocupação. Separamos algumas dicas para você descobrir como cuidar e evitar alergia a animais de estimação. Será que aquela sua dúvida sobre o pet estava certa?

Aqueles animais bonitinhos e que você morre de vontade de apertar elimina substâncias às quais você pode ser sensível. Os sintomas são claros: inchaço nos olhos, lacrimejar, nariz coçando ou escorrendo, pele irrtada… Apesar de não serem imediatas, essas reações podem acontecer e é com base nelas que você descobre sua sensibilidade. Se você tem asma, por exemplo, o simples contato com um gato pode causar uma crise grave.

Existe animal que não dá alergia?

Infelizmente, não existem animais de estimação completamente hipoalergênicos. Você pode até ser mais sensível a uma raça do que é a outra, mas se for alérgica, é alérgica a todas – principalmente se o animal em questão for um gato.

É que uma pessoa não tem alergia a cachorros ou a gatos, mas às substâncias que eles liberam: saliva, urina… E essas substâncias são expelidas por todos os animais de sangue quente – na pele morta. É a descamação que causa as alergias. E por isso não faz diferença se o animal tem pêlo curto ou longo, ele vai te irritar.

O que fazer se eu tiver alergia a animais?

Confirme se você tem alergia fazendo testes médicos. Se tiver, o ideal é não adotar o animal, ou mantê-lo fora de casa, com um regime de distanciamento e limpeza frequente. Se não tiver, mas ainda assim ficar receoso por planejar ter filhos que podem ser alérgicos, fique tranquilo: de acordo com pesquisas, a exposição de crianças a animais de estimação em seu primeiro ano de vida reduz pela metade a chance de alergia.

Para diminuir a suscetibilidade da família às substâncias que causam alergia, abra diariamente portas e janelas da casa, deixando-a ventilar; dê banho nos animais uma vez por semana, penteie fora de casa sempre que possível e lave as mãos após ter contato com eles; aspire os cômodos com frequência e não permita que os animais frequentem os quartos.
E fique de olho na decoração: troque sempre toalhas e roupas de cama e tome muito cuidado se resolver utilizar tapetes, cortinas e carpetes em casa, pois eles costumam acumular pelos e ácaros que carregam essas substâncias.

Você tem mais alguma dúvida sobre alergias à animais domésticos? Conta pra gente!

O que achou dessa publicação?

  • Não curti

  • Mais ou menos

  • Boa

  • Muito boa!

  • Excelente!