Garanta já a sua cervejeira na pré-venda exclusiva

Como preparar frutos do mar

Como preparar frutos do mar

 

Como preparar frutos do mar da maneira certa? Muitas vezes você já deve ter se perguntado isso. Assim como os peixes, os frutos do mar são ingredientes super delicados, e que precisam de cuidados maiores na hora de limpar e preparar. Dentro desse grupo se enquadram os moluscos – como polvo e lula, e os crustáceos, como a lagosta e o camarão. Tanto um quanto o outro precisam de atenção redobrada na hora de cozinhar: se você ultrapassar o tempo correto de cozimento, em poucos segundos esses ingredientes deixam de ser macios e perfumados, e passam para uma consistência dura e sem gosto, ficando com aquele aspecto “borrachudo”.

Outra dica de ouro na hora de preparar frutos do mar é pensar com carinho na escolha dos temperos, molhos e acompanhamentos – molhos muito condimentados ou pesados podem camuflar o sabor intenso e característico deles. Assim, sempre aposte na simplicidade para valorizar o ingrediente!

Polvo e lula

Na hora de comprar, é importante prestar atenção no cheiro, que deve ser neutro e agradável. Aquela ideia geral de que é normal peixes e frutos do mar terem cheiro forte é um grande mito. No caso do polvo, o “pulo do gato” é comprar os menorzinhos, de até 1 kg, pois são mais macios.

Na hora de guardar na geladeira, embale o polvo em recipientes plásticos, entre camadas de gelo.
Na hora de preparar, fique de olho no tempo do cozimento: entre 5 e 25 minutos, a carne fica muito dura, então o ideal é cozinhá-la até 5 minutos, ou então, deixar passar dos 25 minutos, para que ela volte a ficar macia.

Você pode cozinhar, grelhar ou saltear o polvo, seguindo essa recomendação de tempo. No caso de servir o polvo grelhado numa salada, o preparo mais rápido terá um resultado melhor. Mas se você quiser fazer um ensopado ou molho, o melhor é deixar ultrapassar os 25 minutos para que o polvo absorva melhor os temperos e transfira seu sabor para o molho.

Já para as lulas, além do cheiro também ser neutro, a pele não pode estar viscosa. Na geladeira, também é importante que elas fiquem acondicionadas num recipiente plástico, entre camadas de gelo – assim como o polvo.
Na preparo, as lulas podem ser empanadas, grelhadas ou fritas, assadas com ou sem recheio, cozidas em líquido ou no vapor. O tempo de cozimento tem o mesmo macete do polvo: ou é bem curto (5 minutos) ou longo (mais de 25 minutos).

Caranguejos e siris

Eles estragam tão rápido que geralmente as pessoas os compram ainda vivos, e os preparam jogando-os diretamente numa panela de água fervente. Se você está longe da praia, o jeito é comprá-los congelados.

A carne se concentra quase que totalmente nas patas do caranguejo. Depois de retirar a carne, você pode usá-la como recheio para tortas, suflês e saladas. No caso dos siris, para saber o ponto de cozimento, basta ver a cor da carcaça – ela muda de azul para vermelho.

Lagosta, cavaquinha e lagostim

Assim como os caranguejos e siris, as lagostas devem ser compradas vivas e escaldadas em água fervente com sal. Na hora de comprar lagostas e cavaquinhas, sempre escolha as maiores, entre 500 g e 1 kg, pois sua carne é mais macia, e seu sabor, mais delicado. Suas caudas também podem ser encontradas congeladas – e aí, neste caso, use a técnica do descongelamento dentro da geladeira, por 24 horas.

Tanto lagostins quanto lagostas e cavaquinhas podem ser cozidos, grelhados com a casca, em risotos, massas, saladas e salteados com temperos.

Camarão

Como preparar frutos do mar mais comum do país? Os tipos mais utilizados no Brasil são o rosa e o cinza. Assim como os outros frutos do mar, quando frescos não apresentam cheiro forte. Na hora de comprar, veja se a cabeça está bem presa ao corpo. Guarde os camarões na geladeira tomando o cuidado de colocá-los em recipientes plásticos, entre camadas de gelo.

Na hora de limpar, tire sempre o cordão escuro que fica nas costas.você pode servi-los cozidos em água ou em molho, salteados, grelhados com ou sem a casca, fritos, empanados e no vapor. O tempo de cozimento também é curto – entre 1 e 4 minutos, dependendo do tamanho do camarão.

Mexilhão e vôngole

Compre-os sempre frescos ou ainda vivos. Guarde na geladeira por até 24 horas, em sua própria concha. Na hora de limpar, esfregue bem as conchas com uma escova sob água corrente. Um jeito fácil de abri-los é cozinhando com pouca água – as conchas abrem com o calor. Se elas não abrirem mesmo com o cozimento, significa que não estão frescas.

Você pode servi-los crus, cozidos em água e sal, no vapor e também com vinho e temperos aromáticos.

Ostras

Compre-as sempre vivas, guardando no gelo ou na geladeira por até 24 horas. Sua carne deve estar firme, úmida e brilhante. Antes de servir, escove bem as conchas, lavando em água corrente, para depois abrir a ostra com uma faca curta, de lâmina dura. Você pode servir as ostras in natura, apenas com gotas de limão e pimenta, ou então em versões empanadas, fritas ou gratinadas.

 

O que achou dessa publicação?

  • Não curti

  • Mais ou menos

  • Boa

  • Muito boa!

  • Excelente!