Faça uma horta de parede com garrafas PET

Faça uma horta de parede com garrafas PET

Fotos: Marcelo Rosenbaum

Dando uma navegada pela internet, dá para encontrar várias maneiras inteligentes de reutilizar garrafas PET – essas garrafas plásticas de refrigerantes de dois litros que encontramos em supermercados. Um dos jeitos mais bacanas é transformá-las em floreiras suspensas para ervas e hortaliças, como manjericão, orégano, alecrim, pimentas e até alfaces. Agora não tem desculpa para não ter uma hortinha em casa, pois esta aqui ocupa apenas uma parede da sua casa, é econômica e muito charmosa!

A ideia deste projeto é do arquiteto Marcelo Rosenbaum, que foi convidado pelo programa de TV Lar Doce Lar para reformar a casa de uma família de uma forma econômica e sustentável. A horta de parede com garrafa PET fez tanto sucesso que muitas pessoas perguntaram a ele como reproduzi-la em casa – e ele deu todas as dicas! Veja o passo a passo logo abaixo para fazer a sua:

O que você vai precisar:

  • Garrafas PET de 2 litros (já vazias e limpas)
  • Tesoura com ponta
  • Corda para varal, barbante ou arame
  • Terra adubada
  • Muda de planta à sua escolha
  • Parafusos com ganchos e bucha n°8
  • Furadeira

Como fazer:

Faça uma horta de parede com garrafas PET  Faça uma horta de parede com garrafas PET Faça uma horta de parede com garrafas PET

  • Com a tesoura, faça uma abertura no meio da garrafa, deixando mais ou menos 15 cm de sobra de cada extremidade. Com a ajuda de um prego, faça 2 furos de cada lado da garrafa, para passar a corda que vai sustentar a floreira na parede.
  • Passe a corda de varal, barbante ou arame pelos furos, fixando embaixo com nós bem presos, ou arruelas de metal. Coloque a terra e a muda de planta dentro da garrafa PET e depois pendure na parede, fazendo um furo e fixando o parafuso com o ganchinho. Lembre-se de fazer furinhos na parte de baixo da garrafa para escoar a água das regas.

 

O que achou dessa publicação?

  • Não curti

  • Mais ou menos

  • Boa

  • Muito boa!

  • Excelente!

Comentários