Melhores panelas para ter na cozinha

melhores panelas

 

Para fazer comida boa, nada de panela velha, é fundamental sempre usar as melhores panelas. O importante é saber como o tamanho, formato e material influencia no sabor, cor e consistência da comida. Você sabia que panelas finas perdem calor muito rápido? Para um cozimento em água isso não faz muita diferença, mas para chapeado e outras técnicas que precisam de muito calor, as panelas e frigideiras grossas são as ideais.

Segundo o livro “400g Técnicas de Cozinha”(Companhia Editora Nacional), é muito importante escolher a panela com tamanho e formato adequados à técnica e à quantidade de alimento a ser preparada. Por exemplo, uma pequena quantidade de molho aquecida em uma panela de fundo largo ressecará mais rápido do que em uma panela menor, que vai evaporar a água mais lentamente.

Para aproveitar o melhor dos alimentos e cozinhá-los direitinho, conheça os tipos de panelas que existem no mercado, e para que pratos elas são mais indicadas:

Materiais:

Alumínio

As panelas de alumínio são as mais baratas, sendo as mais utilizadas pelas cozinheiras em geral. O alumínio é um ótimo condutor de calor, porém seu uso não é recomendado para o cozimento de ingredientes ácidos, como molho de tomate, pois o material reage com o molho, alterando seu sabor e cor. Escolha sempre as panelas mais espessas. Por conta do material arranhar com facilidade, use colheres de plástico ou silicone para mexer a comida.

Inox

Apesar de não conduzir calor tão bem quanto o alumínio, não reage com nenhum ingrediente. A manutenção das panelas de inox é mais fácil, e as de fundo triplo retêm bastante calor. Só o preço que é mais salgado.

Cobre

É o material preferido pelas doceiras de Minas Gerais – e são as panelas que melhor conduzem calor. As melhores são as revestidas de níquel ou inox. São utensílios lindos na cozinha, mas sua manutenção é difícil, e seu preço não é barato.

Ferro

Não é uma panela que conduz muito bem o calor, mas o retém uniformemente, e é indicada para cozimentos lentos em fogo baixo. As panelas de ferro são conhecidas por liberarem parte do mineral para a comida, e muitas pessoas com anemia as procuram para complementar o ferro na alimentação.

Ferro fundido esmaltado

A única diferença desta panela para a de ferro convencional é que o esmalte impede que o mineral seja passado para a comida.

Antiaderente

São boas para preparações de ingredientes que grudam facilmente, ou para quem quer cozinhar sem usar nenhum tipo de gordura. As melhores panelas são as de inox com fundo triplo, de boa espessura. É preciso cuidado para limpá-las, não usando esponjas abrasivas e sempre mexendo a comida com o auxílio de colheres e espátulas de plástico ou silicone.

Formatos e tamanhos:

Caçarola

É redonda, funda e com duas alças nas laterais. É indicada para guisados, ensopados e cozidos.

Caldeirão

Mais alta que a caçarola, é usada para preparo de massas – que precisam de bastante água para o cozimento -, e fundos (caldos usados para sopas e molhos).

Panelas com cabo

São boas para preparação de molhos, principalmente as menores, por evitarem que a água evapore muito rápido.

Sauteuse

O nome é pomposo, mas é a frigideira de bordas inclinadas bem conhecida por quem cozinha em casa. É Indicada para saltear alimentos macios, como frutos do mar, e para fazer a famosa batata sauté.

Sautoir

Esta frigideira tem bordas retas, e é ideal para frituras e para a técnica do chapeado de carnes, aves e peixes.

Wok

É a frigideira usada para pratos orientais, como o yakissoba. Por conta do formato arredondado, distribui o calor por igual.

 

O que achou dessa publicação?

  • Não curti

  • Mais ou menos

  • Boa

  • Muito boa!

  • Excelente!

Comentários