Torre quente de eletrodomésticos na cozinha: vale a pena investir?

torre quente em cozinha planejada

torre quente de eletrodomésticos em cozinha planejada moderna

A torre quente é uma tendência em alta na arquitetura e decoração de cozinhas, porém muitas pessoas não a conhecem por esse nome e podem ter dúvidas sobre o seu funcionamento. A gente explica: a torre quente nada mais é do que uma estrutura que reúne eletrodomésticos que produzem calor na sua cozinha, como por exemplo o forno elétrico e o forno micro-ondas.

O modelo de torre quente para cozinhas pode ser uma saída funcional e refinada para organizar o seu ambiente e deixar a sua cozinha mais bonita, moderna e prática, porém é preciso estar atento a alguns cuidados na hora de sua instalação. Por isso, nós preparamos aqui um material que irá auxiliar nas suas escolhas. Confira abaixo:

Para começar: vale a pena investir em uma torre quente na cozinha?

Sim! O investimento em uma torre quente pode facilitar a organização de sua cozinha e otimizar o seu espaço, e funciona bem tanto em cozinhas amplas quanto em cozinhas pequenas.

O interessante desse modelo é que você deixa os seus eletrodomésticos reunidos em um único espaço e pode manter os fornos em uma altura que seja mais prática para você. Por exemplo, se você optou por ter um cooktop em sua cozinha, você pode colocar um forno elétrico em outro espaço que não seja necessariamente abaixo do cooktop, assim você otimiza seu espaço para a sua necessidade.

De todo modo, é importante entender que a utilização de uma torre quente na cozinha requer certo planejamento. Vamos lá:

O que levar em conta na hora de colocar uma torre quente na cozinha

espaço para inserção de eletrodoméstico em torre quente planejada

O ponto principal de uma torre quente é que ela irá servir para organizar os espaços de sua cozinha, por isso mesmo ela deve ser bem planejada. Separamos aqui um passo a passo para a instalação:

  • 1º passo: você decide quais itens você quer colocar em sua torre quente. Você pode reunir os mais variados eletrodomésticos nesse espaço: forno elétrico, forno micro-ondas, e até itens como torradeira, grill, liquidificador e batedeira em nichos. Além disso, você pode até adicionar um espaço para a lava-louças na parte debaixo.

 

  • 2º passo: você decide o espaço onde irá colocar a sua torre quente na cozinha. É importante entender que esse espaço precisará de acessos à eletricidade e uma boa estrutura de tomadas individuais para comportar os eletrodomésticos de forma segura.

 

  • 3º passo: caso você use forno à gás, é importante entender o acesso ao gás nesse espaço.

 

  • 4º passo: você precisa conferir o tamanho dos eletrodomésticos que irão compor a sua torre quente. Sejam eletrodomésticos novos ou aqueles que você já tem em casa, é preciso entender o tamanho de cada um e o espaço necessário para eles antes de montar a estrutura.

 

  • 5º passo: leve em consideração os tipo de eletrodomésticos que estarão em sua torre quente. Eletrodomésticos de embutir precisam de uma estrutura planejada para eles e funcionam de forma mais segura nesses espaços. Eletrodomésticos de mesa precisam de espaço de respiro, para não haver superaquecimento, então é preciso prever isso de forma segura com o profissional responsável pela sua torre quente.

 

  • 6º passo: depois de definidas todas as questões iniciais, aí sim é hora da produção de sua torre quente. Ela pode ser feita de madeira, MDF ou outros materiais que conversem com a sua bancada e os outros armários existentes na sua cozinha. 

 

  • 7º passo: converse bastante com o profissional responsável, deixando claro as suas necessidades e demandas, assim você realmente terá uma torre funcional em sua cozinha. 

Fique atento a segurança de sua torre quente

cozinha planejada com torre quente de eletrodomésticos

Como falamos acima, é importante ficar bastante atento ao planejamento da torre quente de sua cozinha. Como você irá reunir diferentes eletrodomésticos em um único móvel, é fundamental dar atenção às questões de segurança de cada item.

Sejam eletrodomésticos de embutir ou de mesa, a dica principal é que você leia com atenção o manual desses itens, para que a instalação seja feita de maneira correta e segura. 

Além disso, nada de colocar vários eletrodomésticos plugados numa mesma tomada! Planeje uma estrutura elétrica segura com a quantidade necessária para que cada item tenha sua própria tomada e sua rede elétrica não sofra sobrecarga. 

E não esqueça de pensar nos espaços de respiro de cada item. Por exemplo, eletrodomésticos de mesa não são os melhores amigos de sua geladeira e não devem dividir a vizinhança. 

Como dica final, fique atento a altura de cada eletrodoméstico. Um micro-ondas muito alto, por exemplo, pode acabar ocasionando acidentes na hora da retirada dos alimentos quentes, então priorize uma altura que seja confortável e segura para os moradores da casa.

Agora que você já sabe tudo sobre a torre quente, que tal entender mais sobre cozinhas planejadas?

Compartilhar