Imagem

4 dicas para ter uma cozinha sustentável

Temos cada vez mais nos preocupado com as atitudes sustentáveis que devemos ter no nosso dia a dia. A cozinha, talvez, seja o lugar das nossas casas onde esse tipo de mentalidade mais pode e deve ser praticada. Pequenas mudanças de atitude são necessárias para que tenhamos sustentabilidade na cozinha, com menos desperdício de alimentos e menos consumo de energia, sem contudo fazermos tantos sacrifícios.

Atitudes de sustentabilidade na cozinha

1.Reaproveitamento dos alimentos

Precisamos rever antigos hábitos e adotar novos, para conseguirmos praticar a sustentabilidade na cozinha. Por exemplo, podemos começar a consumir melhor os alimentos, reaproveitando-os por completo. Pense, quanto das frutas, legumes e verduras nós realmente consumimos? O quanto nós acabamos descartando?

  • Vegetais: Agrião, beterraba, brócolis, couve, salsa e outros vegetais têm talos ricos em nutrientes de textura fibrosa que podem ser aproveitados em refogados, sopas, caldos e patês. A casca da batata e de outros tubérculos não só é comestível como também pode ser frita ou assada e transformada em um delicioso aperitivo. Cascas de frutas, mesmo as mais grossas, podem ser reaproveitadas em receitas (como é o caso de limão e laranja), ou mesmo para adubar plantas. Sobraram muitos talos, ramas, tampas de legumes? Não jogue fora, faça um caldo de legumes caseiro que pode ser congelado por muito tempo, terá o sabor como você preferir e bem menos sódio que o industrializado.
  • Carnes: Pode não parecer, mas muitos dos descartes da carne podem ser reaproveitados. Ossos, gorduras, pele, podem todos ser transformados em caldo de carne, da mesma maneira que fez com os vegetais. A ideia aqui nem sempre é consumir tudo, mas aproveitar o máximo que puder para evitar desperdício.

2. Como economizar água na cozinha

Para você que se pergunta como não desperdiçar água? a solução é reutilizá-la nos ambientes da sua casa sempre que possível. A mesma água usada para cozinhar as batatas, também pode ser usada em purês e outros pratos. A da lavagem de frutas e legumes pode ser reaproveitada regando plantas. Outra forma de evitar o desperdício de água é usá-la com mais inteligência em prol de uma cozinha sustentável, é lavar quantos alimentos você puder ao mesmo tempo, ou limitando a quantidade de vezes que lava a louça por dia.

Uma forma eficiente de economizar água tanto para lavar frutas e vegetais quanto sua louça, é usando bacias, uma para lavagem, outra para enxágue, assim evitando que a torneira fique aberta, podendo gastar até 117 litros de água a cada 15 minutos, segundo a SABESP. Confira o nosso post para conhecer mais dicas para reutilizar água em casa.

3. Descarte menos

Use guardanapos de pano, sempre que possível, ou dê preferência a modelos menores de papel para diminuir o volume do descarte. Também não use talheres, pratos ou outros itens descartáveis no seu dia a dia. Lave bem após o uso e reutilize tudo. Também por isso, procure por potes, vasilhas e travessas de qualidade, dando sempre preferência ao vidro pela durabilidade. Quando for inevitável, faça a coleta seletiva do seu lixo.

4. Economia de energia

  • Economia com eletrodomésticos: A geladeira é a grande consumidora de energia elétrica na sua cozinha, por isso é importante deixar a manutenção dela sempre em dia, verificar se é preciso trocar a borracha de vedação, o que ensinamos aqui. Outra forma de economizar energia da geladeira, é evitar colocar alimentos quentes dentro dela. Sempre espere as coisas ficarem em temperatura ambiente antes de levá-as à geladeira. Com esse item em dia, olhe para tudo o que costuma ficar em stand-by sem necessidade, como fornos e máquina de lavar louças, por exemplo. A função do stand-by é o aparelho está pronto para o uso quando você quiser, no caso de alguns modelos de lava-louças, para a programação de ciclos de lavagem. Se isso não for necessário na sua rotina, não precisa ficar com ela ligada na tomada o dia inteiro. O hábito de deixar o microondas na tomada gasta energia, então desligue-o da tomada e conecte apenas quando for precisar. Na hora de comprar novos eletrodomésticos, fique de olho no selo procel que todos precisam apresentar. Ele indica o gasto médio energético do produto e te permite fazer uma análise de quais eletrodomésticos que consomem menos energia e te ajuda a fazer uma compra muito mais consciente.

  • Economia com lâmpadas: Lâmpadas de led iluminam muito mais com muito menos. Na hora que precisar trocar as da sua casa, procure por modelos led. É possível ter uma ideia da economia gerada por elas quando você pega duas lâmpadas equivalentes de tecnologias diferentes e vê na embalagem a indicação do quanto consomem. Além disso, led tem a vantagem de durar bem mais que lâmpadas incandescentes e fluorescentes, sendo mais sustentáveis também nesse ponto.

Se você comprou eletrodomésticos novos, garantiu que são mais econômicos, confira o nosso post para conhecer como e onde descartar embalagens as embalagens dos eletrodomésticos.

O que achou dessa publicação?

  • Não curti

  • Mais ou menos

  • Boa

  • Muito boa!

  • Excelente!